Fazer as trilhas do RJ é uma ótima oportunidade para se aproximar da natureza, conhecer lugares exóticos e com um amplo paisagismo.

A capital carioca reserva muitas opções para quem gosta de se aventurar nas caminhadas. Conheça a seguir as melhores trilhas do Rio de Janeiro que a Buson selecionou para você desbravar e ter uma experiência incrível nas caminhadas.

Benefícios de fazer trilhas

Fazer trilhas pode ser uma atividade estimulante para o corpo e para a mente. As caminhadas proporcionam uma oportunidade para fortalecer o corpo e elevar os níveis de autoestima.

Para os amantes da natureza, é uma experiência desafiadora, além do que as trilhas podem trazer muitos benefícios como:

  • Redução da ansiedade e do estresse;
  • Conhecer travessias cheias de desafios e surpresas;
  • Permite o praticante testar seus limites de esforço físico;
  • Ajuda na criação de estratégias;
  • Possibilita fazer amizades e aprender novas culturas;
  • Estar em contato com o paisagismo natural;
  • Ajuda no combate a algumas doenças como a hipertensão, diabetes, colesterol alto e depressão. 

Dicas de segurança quando fizer trilhas

Fazer trilhas é uma atividade que pode gerar prazer aos praticantes, mas, é necessário obedecer algumas regras de segurança, como:

  • Não faça trilhas sem o acompanhamento de um profissional especializado;
  • Leve um kit de primeiros socorros;
  • Mantenha a hidratação constante, levando água e alimentos leves;
  • Use calçados específicos com solado próprio para os terrenos rochosos;
  • Proteja-se dos raios solares, usando roupas protetoras, chapéus ou bonés;
  • As mãos devem estar protegidas por luvas, para evitar ferimentos causados pela vegetação ou rochas;
  • Não faça trilhas em dias chuvosos ou com muito vento;
  • Planeje o percurso antes da atividade.

Sugestão de trilhas no Rio de Janeiro

Existem trilhas abertas no Rio de Janeiro, com acessos gratuitos e sem complicações para você percorrer. 

Listamos a seguir algumas opções para você se aventurar e fazer as caminhadas com segurança e atenção.

Mirante do Caeté

Tempo médio: 30 minutos
Distância: 800 m
Altura: 130 m
Dificuldade: Leve

A trilha para o Mirante do Caeté é leve e não exige muito esforço físico. O lugar fica na área de proteção ambiental da Prainha, um paraíso dos surfistas. Essa trilha pode ser feita em até 30 minutos e tem um percurso de 800 metros até o seu pico, com 130 metros de altura.

A caminhada começa no Parque Municipal Ecológico da Prainha, na zona oeste da cidade. O espaço fica próximo à praia, possui banheiros, chuveiros e bebedouros e pode ser visitado das 8h às 17h.

Como chegar ao Mirante do Caeté
A trilha até o Pico do Caeté tem início no Parque Municipal Ecológico da Prainha, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. O parque fica bem em frente à praia e é usado por muitos banhistas, além dos surfistas, por oferecer uma boa infraestrutura com banheiros, chuveiros e bebedouros. Mas fique atento: você só pode realizar a trilha dentro do horário de funcionamento do parque, que é das 8h às 17h.

Pedra Bonita

Pedra Bonita - trilhas do Rio Janeiro

Tempo médio: 40 minutos
Distância: 1.15 km
Altura: 693 m
Dificuldade: Moderada

Essa trilha é uma das mais procuradas na cidade e leva 40 minutos para ser percorrida, em um trajeto de 1,15 km. Tem um nível de dificuldade moderado e permite que o praticante se deslumbre com uma vista incrível da capital. A trilha começa na Estrada das Canoas, no bairro de São Conrado. No local, existem placas de orientação para o percurso e conta com estacionamento próprio para carros.

Veja como comprar a passagem de ônibus para Arraial do Cabo e a passagem de ônibus para Paraty.

Como chegar na Pedra Bonita
Para chegar até lá é preciso ir até São Conrado e subir a Estrada das Canoas. Há placas indicando o local para estacionar o carro e também para iniciar o percurso para a Pedra Bonita, que fica bem próximo da rampa de voo livre, bastante conhecida na região.

Pico Tijuca Mirim

Pico da Tijuca Mirim - trilhas do Rio Janeiro

Tempo médio: 50 minutos
Distância: 2.6 km
Altura: 917 m
Dificuldade: Leve

A trilha para esse pico é muito indicada para as pessoas com baixo condicionamento físico e para as crianças, inclusive. O seu nível de dificuldade é leve e proporciona caminhadas mais suaves. 

Localizada na Floresta da Tijuca, a trilha começa no Largo do Bom Retiro, que fica no próprio parque. A chegada ao local deve ser pelo Alto da Boa Vista até a Praça Afonso Vizeu, onde está o acesso ao Pico Tijuca Mirim.

Encontre a passagem de ônibus para o Rio de Janeiro e a passagem de ônibus para Cabo Frio.

Como chegar no Pico da Tijuca Mirim
Para chegar lá basta pegar a estrada para o Alto da Boa Vista e ir até a Praça Afonso Vizeu. É ali que está um dos melhores acessos ao Parque Nacional da Tijuca, onde fica a trilha para o Pico da Tijuca Mirim. É permitida a entrada de carros, além de ser autorizado o acesso de automóveis até a base da trilha, no Bom Retiro, ponto final de uma estrada dentro da Floresta.

Morro da Urca

Morro da Urca - trilhas do Rio Janeiro

Tempo médio: 40 minutos
Distância: 1.5 km
Altura: 220 m
Dificuldade: Leve

Todo mundo sabe que o Pão de Açúcar é um dos principais cartões postais do Rio de Janeiro. Mas que o bondinho não é o único meio de se chegar lá em cima, você sabe? Pelo menos para o Morro da Urca, um ponto abaixo do Pão de Açúcar, é possível ter acesso – gratuito – por uma trilha leve, que não exige muito esforço do aventureiro. É uma boa alternativa para apreciar a vista sem precisar pegar o bondinho. A trilha para o topo do Morro alterna subidas íngremes e trechos mais planos. A recompensa lá de cima é uma vista fantástica e muito privilegiada da Baía de Guanabara. Vale dizer que a trilha é bem segura, pois fica em uma área militar.

Como chegar no Morro da Urca
A trilha para o Morro da Urca tem início na pista de caminhada Cláudio Coutinho, localizada no canto esquerdo da Praia Vermelha.

Pedra do Telégrafo

Pedra do Telégrafo - trilhas do Rio Janeiro

Tempo médio: 1h10
Distância: 2.3 km
Altura: 345 m
Dificuldade: Moderada

Muitos usuários das redes sociais já postaram fotos do local, como se estivessem pendurados em uma pedra sobre um abismo. A Pedra do Telégrafo tornou-se muito conhecida e recebe a visita de muitos aventureiros. Para chegar na trilha no rj, que fica em Barra de Guaratiba, você deve seguir pela Estrada Roberto Burle Max e acompanhar as placas de indicação do local. 

Conheça as opções de passagens de ônibus da Buson.

Como chegar na Pedra do Telégrafo
A Pedra fica na região de Barra do Guaratiba, a aproximadamente 25 km do Terminal Alvorada. A entrada que leva até lá chama-se Roberto Burle Marx. Você deve seguir por ela até o centrinho de Barra de Guaratiba e, a partir daí, acompanhar as placas para o início da trilha da Pedra do Telégrafo.

Morro Dois Irmãos

Morro Dois Irmãos - trilhas do Rio Janeiro

Tempo médio: 1h
Distância: 1.5 km
Altura: 539 m
Dificuldade: Moderada

Um dos mais belos cartões postais da Zona Sul do Rio de Janeiro é o Morro Dois Irmãos, que pode ser visto bem mais de perto por meio de uma trilha de nível moderado. Lá de cima o aventureiro tem uma das melhores vistas da Cidade Maravilhosa. É possível avistar desde o Cristo Redentor e a Praia do Leblon até a Praia de São Conrado e a Pedra da Gávea. Um visual de 360 graus incrível, só esse motivo já a colocaria como uma das melhores trilhas no Rio de Janeiro! A trilha fica na comunidade do Vidigal, que foi pacificada em 2012 e que desde então tornou-se referência para atividades turísticas.

Como chegar no Morro Dois Irmãos
Para chegar até o início do trajeto para o Morro Dois Irmãos é preciso seguir até o campo de futebol na Vila Olímpica da comunidade do Vidigal. Como? Meios de transporte alternativos, como kombis e moto-táxis, estão disponíveis na entrada do Vidigal a preços acessíveis e podem te levar até lá. Passando pela lateral do campo de futebol, você já começa a subida até o cume do Morro.

Mirante do Sacopã

Tempo médio: 20 minutos
Distância: 330 m
Altura: 130 m
Dificuldade: Leve, caminhada

Se você procura por trilhas no Rio de Janeiro que não exigem muito esforço e mais contemplação a do Sacopã é perfeita. A trilha é sem dúvida uma das mais fáceis para apreciar o Rio por outros ângulos. Por meio de uma caminhada leve de cerca de 20 minutos já é possível chegar ao topo do morro, que oferece uma ampla vista da Lagoa Rodrigo de Freitas. A trilha é bem sinalizada e conta com mais de 30 esculturas de diferentes artistas ao longo do trajeto.

Como chegar ao Mirante Pico do Sacopã
A trilha que leva ao mirante do Pico do Sacopã começa no Parque Municipal da Catacumba, próximo à Lagoa Rodrigo de Freitas. Anote o endereço: Avenida Epitácio Pessoa, 3000 – Lagoa.

Costão de Itacoatiara, em Niterói

Costa da Itacoatiara - trilhas do Rio Janeiro

Tempo médio: 1h30 minutos
Distância: 1.7 km
Altura: 217 m
Dificuldade: Moderada

Se você quiser explorar além do território da cidade do Rio de Janeiro, a trilha do Costão, em Niterói, é famosa por proporcionar um belíssimo visual. É preciso ter energia para encarar 30 minutos de subida íngreme, um percurso que passa por cactos e belas paisagens, o que acaba deixando o caminho mais prazeroso. Após aproximadamente 15 minutos de caminhada fechada, você segue em direção à trilha do Costão e então inicia o percurso entre chapadões de pedra. Chegando ao topo, é possível ver a praia de Itacoatiara, uma das mais belas da região metropolitana do Rio, e pontos turísticos como o Pão de Açúcar e o Cristo Redentor.

Como chegar no Costão de Itacoatiara
Itacoatiara está a 30 minutos do centro de Niterói e a trilha para o Costão tem início na Rua das Rosas, número 24, no extremo canto esquerdo da praia de Itacoatiara. Há um posto de visitante administrado pelo INEA (Instituto Estadual do Ambiente), onde você tem acesso a mapas da trilha e a outros informações.

Leia também:
Tour de graça: 6 cidades do Brasil para fazer passeios sem gastar
Paraísos escondidos: 5 lugares pouco conhecidos para viajar no Brasil
Jovens podem viajar de graça em ônibus pelo Brasil